A minha versão de hot dog de rua do Brasil que assusta os Canadenses

Atualizado: Fev 19

Uma vez preparei este hot dog e levei em uma festa que tinha alguns convidados Canadenses. Foi muito engraçado ver a expressão de surpresa e desconhecimento daquele “hot dog” cheio de molho e com a salsicha cortada em rodelas. Uma versão muito diferente da tradicional comida por aqui, e nos Estados Unidos, que leva apenas uma salsicha inteira dentro de um pão seco.



INGREDIENTES


» 2 colheres (sopa) de azeite;

» ¹/2 cebola ralada;

» ¹/2 cenoura ralada;

» 10 salsichas cortadas em rodelas (usei a Maple Leaf Natural Top Dogs Original);

» 1 xicara de molho de tomate;

» ¹/2 xicara de água morna;

» Coentro a gosto;

» Pimeita do reino a gosto;

» Sal a gosto.


MODO DE PREPARO


Sugiro você começar separando tudo o que você vai usar para essa receita, isso te ajudará a não esquecer de nenhum ingrediente.


Em uma tábua, corte a salsicha em rodelas, rale a cebola e pique o coentro. Pode deixar tudo na tabua por enquanto.


Em uma panela média, esquente um fio de azeite e adicione a cebola para que ela possa dourar. Assim que a cebola dourar, adicione a cenoura (ela ajudará a reduzir a acidez do tomate e dará um gostinho adocicado no molho). Acrescente o molho de tomate e mexa bem. Quando estiver bem misturado, coloque a salsicha cortadinha, a água e deixe cozinhar por uns 5 a 8 minutos. O seu molho vai ficar mais encorpado.


Não esqueça de tampar a panela para o caldo não evaporar e você secar o seu molho.

Fique à vontade para adicionar um pouco mais de água se achar necessário, só cuidado pra não deixar o seu caldo ralo demais. Para finalizar, adicione a pimenta do reino, o sal e por último o coentro ou salsinha se preferir.


Está prontinho!


Eu gosto muito de servir o cachorro-quente com pão de hot dog integral, milho em conserva, queijo ralado, e batata palha. É assim que eu comia aquele cachorro-quente de rua lá em Recife.


Esse cachorro-quente me lembra muito, o hot dog de rua que eu comia quando morava no Ipsep, em Recife, lá pelos meus 20 anos... Ô tempo bom viu?! O hot dog de seu Luiz vivia lotado e era um dos mais caros do bairro, mais pense como era gostoso e super bem servido. Esse foi o primeiro lugar que levei o meu marido para comer quando ainda namorávamos! 😋


Lembro que quando eu comecei a trabalhar e estudar ao mesmo tempo eu morava sozinha e não tinha muito tempo para cozinhar, e o seu Luiz era um ponto de parada obrigatório na volta para casa. Só para você ter uma noção, a lanchonete do seu Luiz era uma janela que ele abriu no muro da casa dele, com umas cadeiras arrumadas na calçada da frente.


Até que anos depois eu consegui replicar a receita em casa e não deu outra, fiz e ficou muito parecido. O dele eu lembro que você podia escolher alguns acompanhamentos como milho verde e ervilha, tomate e cebola partidos bem pequenos, ketchup, maionese, mostarda, batata palha e queijo ralado. Uma verdadeira refeição! Era muito gigante e eu sempre saia super satisfeita.


Valeu muito à pena a experiência e sempre lembro de seu Luiz quando preparo esta receita hoje em dia para minha família. Sempre que vou à Recife, vou lá visitar ele!


🍁 Bjs, Li.


Leia também:

Bruschetta tradicional italiana

Hambúrguer caseiro de carne com bacon feito na Air Fryer

Iscas de filé acebolado acompanhado de fritas